domingo, 10 de julho de 2011

PILATES

Hoje vou compartilhar aqui no blog um texto muito bem escrito que fala sobre o MÉTODO PILATES- CONTROLOGIA, que está disponível no site da METACORPUS, empresa em que fiz alguns de meus cursos de formação e avançado. Vale a pena conferir alguns vídeos disponíveis no youtube, alguns deles são entrevistas dos fundadores da METACORPUS. Fica a dica!

"Joseph Hubertus Pilates nasceu na Alemanha em 1880. Era uma criança doente que sofria de asma, raquitismo e febre reumática. Sua determinação em se tornar fisicamente mais forte o levou a estudar varias formas diferentes de movimento durante toda sua vida. Na juventude estudou e se tornou especialista em cultura física, mergulho e ginástica.




Durante a Primeira Guerra Mundial, em 1912, Joseph Pilates ganhava a vida na Inglaterra como lutador de boxe e foi considerado um inimigo estrangeiro sendo preso em um campo de concentração. Pilates tornou-se então enfermeiro e treinou os outros estrangeiros com os exercícios de cultura física que havia criado. Sua técnica só foi reconhecida quando nenhum dos internos daquele campo sucumbiram a uma epidemia de gripe que matou milhares de pessoas na Europa em 1918.



Em 1926 Pilates emigrou para os Estados Unidos e fundou um studio na cidade de Nova Iorque. Denominando seu método como '' Contrologia ".



Joseph Pilates viveu uma vida longa e saudável, morreu em 1967, aos 87 anos. Desde então o método cresceu muito e hoje em dia, o Método Pilates não é usado mais somente como atividade física, mas também para fins de reabilitação, podendo tratar uma grande variedade de patologias.



Pilates naquela época já estava 50 anos à frente do seu tempo. A definição de Pilates para um bom condicionamento físico é a obtenção e manutenção do desenvolvimento uniforme do corpo, saúde mental e ser capaz de realizar com facilidade suas atividades de vida diária. "




http://www.metacorpuspilates.com.br/

Um comentário:

Claudia Bins (Cacau) disse...

Karlinha querida! Saudades de vir aqui!

Faço questão de registrar meu comentário, pois sou fã da modalidade. Faço pilates há dois anos e meio, inclusive enquanto grávida. Voltei há dois meses, quando a bebê estava com 7 meses e acho que nunca mais paro. AMOOOOO!